14/03/2023 às 19:44 Artigos

Fotógrafos Famosos

2127
15min de leitura

Sebastião Salgado

Foto: Sebastião Salgado

Sebastião Salgado é um fotógrafo brasileiro famoso por suas imagens poderosas e emocionais que documentam a condição humana e a natureza em diferentes partes do mundo. Nascido em Aimorés, Minas Gerais, em 1944, Salgado trabalhou como economista antes de se tornar fotógrafo. Em 1973, ele começou a trabalhar como freelancer para a agência fotográfica Sygma em Paris e, mais tarde, se juntou à agência Magnum Photos.

O estilo de Salgado é caracterizado por imagens em preto e branco que são altamente contrastantes e dramáticas, com forte ênfase na luz e sombra. Ele é conhecido por suas séries fotográficas de longa duração, como “Trabalhadores”, “Êxodos” e “Gênesis”, que documentam as condições de vida em diferentes culturas e em diferentes partes do mundo. Salgado também é um defensor da conservação ambiental e suas imagens de natureza são igualmente impressionantes.

A obra de Sebastião Salgado é amplamente reconhecida e premiada, incluindo o Prêmio Príncipe das Astúrias em 1998 e o Prêmio Internacional de Fotografia Hasselblad em 2009. Ele é considerado um dos maiores fotógrafos documentaristas da história e suas imagens são frequentemente exibidas em galerias e museus em todo o mundo. Além disso, Salgado é um defensor ativo dos direitos humanos e da justiça social, utilizando suas imagens para aumentar a conscientização sobre questões globais.

Bob Wolfenson

 Renomado fotógrafo brasileiro nascido em 1954, começou a sua carreira com apenas 16 anos, como assistente de fotografia na Editora Abril, onde ficou até os 20 anos. Depois passou a trabalhar como freelancer. No final da década de 1970, cursou Ciências Socias e montou seu primeiro estúdio. Em 1982, foi para Nova York onde trabalhou como assistente do fotógrafo Bill King; ainda na mesma década voltou para o Brasil e a carreira tomou nova direção, fazendo vários editoriais de moda para revistas. Wolfenson também já foi responsável por vários ensaios sensuais da revista Playboy, como de Ângela Viera, Fernanda Young e Carol Castro.

Luis Crispino 

É um fotógrafo brasileiro famoso pelos seus ensaios publicitários e editorias para revistas e moda. Como a maioria dos fotógrafos, Luis Crispino começou como assistente de fotografia. Após algum tempo adquiriu experiência e montou seu próprio estúdio. Crispino já fez ensaios de publicidade para marcas famosas, tais como Seda, Lux, Nivea e Biocolor. Costuma fotografar ensaios nus para revista Playboy, como de Karina Bacchi, ex-BBB Josy – com a primeira capa preta e branca da história da Playboy – também a ex-BBB Jaqueline Khruy e a ex-BBB Lia.

Jr Duran

Fotógrafo espanhol, nascido em 1952, residente no Brasil desde 1970. Especializado em moda e publicidade, já fotografou para as revistas Vogue e Elle, já fez campanhas para as marcas Embratel, Lojas Riachuelo, Motorola e Hering. É um dos principais fotógrafos da revista Playboy, fazendo os ensaios da Flávia Alessandra, ex-bbb Tessália, Scheila Carvalho e Tiazinha. Duran conquistou sete Prêmios Abril de Jornalismo, e sua fotografia vem transcendendo e desviando-se um pouco do glamour para atingir desafios reais como a Guerra da Angola.                 

Henry Cartier Bresson

Foto: Cartier Bresson, um dos fotógrafos mais famosos de todos os tempos

Nascido em 1908, Henri Cartier-Bresson é considerado o pai do fotojornalismo moderno. Ele é conhecido por suas imagens que capturam momentos espontâneos e efêmeros, que muitas vezes são considerados “momentos decisivos”. Cartier-Bresson fundou a agência de fotografia Magnum Photos em 1947, juntamente com outros fotógrafos renomados, como Robert Capa e David Seymour. Sua técnica de fotografia baseada em uma Leica, que permitia que ele se movimentasse facilmente e capturasse momentos espontâneos, influenciou muitos fotógrafos posteriores.

Ele comparava a fotografia com o desenho e dizia que nesta arte, existe o “momento decisivo”, que é o lugar certo na hora certa.

Annie Leibovitz

Nascida em 1949, fotógrafa americana famosa pelas fotografias intimistas e ao mesmo tempo luxuosas. Em 1970 foi fotógrafa e editora de fotografia da revista Rolling Stone, sendo chefe de fotografia de 1973 a 1983. Em revista, criou um conceito irreverente, tendo várias fotos importantes publicadas nas capas. Uma de suas fotos mais famosas e que foi capa da Rolling Stone, foi uma foto em que John Lennon aparece nu e abraçado com Yoko Ono, tirada poucas horas antes do assassinato de John. Outras fotos também ganharam destaque como a que a atriz Meryl Streep está com o rosto pintado de branco. Na mesma década, Annie foi convidada para ser a fotógrafa oficial da turnê da banda Rolling Stones. Em 1983, participa da equipe da revista Vanity Fair, onde fez famosas fotografias com celebridades, como a da atriz Whoopi Goldberg em uma banheira cheia de leite, a da atriz Demi Moore nua e grávida, e outra de Demi Moore nua e com o corpo pintado com um terno. Leibovitz também trabalhou na equipe da revista americana Vogue, onde fez um ensaio da rainha da Inglaterra, Elizabeth II; a primeira capa com uma cantora negra na história da Vogue, com a foto da cantora Jennifer Hudson; e fotografou a primeira dama dos Estados Unidos Michelle Obama para a capa da revista.

Oliviero Toscani

É um grande fotógrafo publicitário que teve seus trabalhos reconhecidos através dos célebres e polêmicos outdoors e catálogos da marca Benetton. Ele superou a fronteira da publicidade convencional e levou a sua linguagem através da força, do contraste, da cor, do impacto que por muitas vezes foram chocantes. Toscani, sempre provocou diferentes reações e críticas ao tentar misturar a linha existente entre a arte e a publicidade.

Richard Avedon

Foto: Richard Avedon, um dos fotógrafos mais famosos de todos os tempos

Richard Avedon foi um fotógrafo americano que teve uma carreira de sucesso por mais de 50 anos. Ele nasceu em Nova York em 1923 e começou a trabalhar como fotógrafo de moda para a revista Harper’s Bazaar em 1945.

Ao longo de sua carreira, Avedon se tornou conhecido por suas fotografias de moda icônicas, retratos de celebridades e suas séries de ensaios fotográficos em grande escala. Ele foi um dos primeiros fotógrafos a levar a moda para fora dos estúdios e para as ruas, criando imagens vibrantes e espontâneas que capturaram a essência da moda americana do pós-guerra.

Além de sua contribuição para a moda, Avedon também é conhecido por suas séries fotográficas em grande escala, incluindo “In the American West”, uma coleção de retratos de pessoas comuns que ele fotografou enquanto viajava pelo oeste dos Estados Unidos.

Terry Richardson

Polêmico fotógrafo nascido em Nova York, no ano de 1965, costuma fotografar ensaios publicitários e de moda. Terry já fez ensaios para ilustres marcas de moda, como Gucci, Hugo Boss e Levi’s, além de editorias para importantes revistas como Harper’s Bazaar, GC, Sports Illustrated e Vogue. Em 2007, Terry produziu o livro “Rio, Cidade Maravilhosa”, em que fotografou brasileiros anônimos e famosos, entre eles, Cauã Reymond, Adriane Galisteu, Ricardo Tozzi, Danielle Winits, Luiza Brunet e sua filha Yasmin Brunet, que posaram juntas e nuas, em lugares característicos da cidade, como praias, favelas e bailes funks.       

Ansel Adams

“Clearing Winter Storm”, de Ansel Adams, um dos fotógrafos mais famosos de todos os tempos

Ansel Adams é um dos fotógrafos mais respeitados e influentes da história da fotografia. Nascido em 1902, ele é conhecido principalmente por suas fotografias de paisagens em preto e branco, que retratam a beleza natural das montanhas, florestas e rios da América. A técnica de zonas, que ele desenvolveu, envolve o ajuste cuidadoso da exposição para alcançar o máximo de detalhes nas áreas claras e escuras da imagem. Adams também foi um dos primeiros fotógrafos a defender a ideia de que a fotografia poderia ser uma forma de arte em si mesma.

Nascido em 1902, foi um grande fotógrafo do século XX e é considerado uma figura visionária na fotografia, além de um artista ativista, que desenvolvia, através da fotografia em preto e branco, um apelo para causa ambiental e o equilíbrio do homem com a natureza. Ele defendia a ideia de que um fotógrafo deve conhecer as técnicas, mas não se limitar a elas, desenvolvendo, assim, o máximo de sua criatividade e fugindo da automação. Uma de suas famosas frases é “Não fazemos uma foto apenas com uma câmera; ao ato fotografar trazemos todos os livros que lemos, os filmes que vimos, a música que ouvimos, as pessoas que amamos”.     

Robert Capa

Nascido em 1913 na Húngria, Robert Capa é um fotógrafo de guerra lendário que documentou alguns dos conflitos mais sangrentos do século XX. Ele começou a fotografar a Guerra Civil Espanhola em 1936 e se tornou famoso por suas imagens icônicas da Segunda Guerra Mundial, incluindo a famosa foto “Morte de um Soldado Republicano”. Capa arriscou sua vida várias vezes para capturar a essência dos conflitos armados e suas fotos foram fundamentais para conscientizar as pessoas sobre os horrores da guerra.

Dorothea Lange

Dorothea Lange é uma fotógrafa documental conhecida por suas fotografias que retratam a vida durante a Grande Depressão nos Estados Unidos. Sua imagem icônica “Mãe Migrante” é uma das mais famosas da história da fotografia. Lange era uma das principais fotógrafas contratadas pela Farm Security Administration, uma agência governamental que buscava documentar a vida rural nos Estados Unidos durante a Grande Depressão. Suas fotos eram frequentemente usadas para conscientizar as pessoas sobre as condições de vida difíceis enfrentadas pelos trabalhadores rurais.

Man Ray

Man Ray é um fotógrafo e artista surrealista conhecido por suas imagens experimentais e inovadoras. Ele desenvolveu técnicas como o “rayograma”, que envolve a exposição direta de objetos fotossensíveis sem o uso de uma câmera. Ray também era um colaborador frequente de revistas de arte e moda, produzindo imagens elegantes e sofisticadas que refletiam seu estilo pessoal.

Helmut Newton

Helmut Newton é um fotógrafo alemão conhecido por suas imagens provocantes e controversas de moda e nus femininos. Seu estilo distintivo e ousado o tornou um dos fotógrafos mais influentes do século XX. Newton começou sua carreira na década de 1950 como fotógrafo de moda em Paris e trabalhou para algumas das principais revistas de moda do mundo. Suas imagens eram muitas vezes altamente sexualizadas e provocantes, mas também eram sofisticadas e elegantes.

Edward Weston

Edward Weston é um fotógrafo americano conhecido por suas imagens ousadas e sensuais de natureza morta e paisagens. Ele é considerado um dos pioneiros da fotografia moderna e um dos principais fotógrafos do movimento “straight photography”, que enfatizava a clareza e a precisão técnica. Weston trabalhou principalmente em preto e branco e desenvolveu uma técnica de fotografia de grande formato que permitia uma maior nitidez e detalhe nas imagens.

Cindy Sherman

Cindy Sherman é uma fotógrafa americana conhecida por suas auto-retratos, nos quais ela se veste e se maquia para parecer uma série de personagens diferentes. Suas imagens desafiam as noções convencionais de beleza e identidade, e frequentemente exploram questões de gênero e sexualidade. Sherman trabalha principalmente em cor e sua técnica cuidadosa de maquiagem e figurino ajuda a criar personagens memoráveis e distintos.

Patrick Demarchelier

Patrick Demarchelier é um fotógrafo de moda francês que é conhecido por suas fotografias elegantes e sofisticadas. Ele nasceu em 1943 em Le Havre, na França, e começou sua carreira como assistente de fotografia em um estúdio de publicidade.

Em 1975, Demarchelier se mudou para Nova York para trabalhar como fotógrafo de moda freelance. Rapidamente, ele se tornou um dos fotógrafos mais procurados da indústria da moda, fotografando capas de revistas como Vogue, Harper’s Bazaar e Elle.

Demarchelier é conhecido por sua técnica refinada e por sua habilidade em criar imagens sofisticadas e elegantes. Ele trabalhou com algumas das modelos mais famosas do mundo, incluindo Gisele Bündchen, Naomi Campbell e Cindy Crawford, e suas fotografias são frequentemente descritas como sensuais, mas também elegantes e sutis.

Além de sua contribuição para a moda, Demarchelier também é conhecido por seu trabalho em causas humanitárias e ambientais. Ele é um defensor da preservação do meio ambiente e foi o fotógrafo oficial da campanha de Al Gore em 2007 para conscientização sobre as mudanças climáticas. Demarchelier morreu aos 78 anos em abril de 2022.

Mario Testino

Mario Testino é um fotógrafo de moda peruano que ficou famoso por suas imagens ousadas e glamorosas. Ele nasceu em Lima, Peru, em 1954, e mudou-se para Londres no final dos anos 70 para estudar fotografia. Testino começou a trabalhar como fotógrafo de moda em meados dos anos 80 e rapidamente se tornou um dos mais procurados na indústria.

Testino é conhecido por suas colaborações com revistas de moda de renome, como Vogue e Vanity Fair, e por sua habilidade em capturar a essência dos modelos e celebridades com quem trabalha. Seu estilo distinto e técnica refinada o tornaram um dos fotógrafos mais influentes da indústria da moda.

Ao longo de sua carreira, Testino trabalhou com algumas das celebridades mais famosas do mundo, incluindo Kate Moss, Lady Gaga, Madonna e Gisele Bündchen. Ele também é conhecido por suas colaborações com marcas de moda de renome, como Gucci, Burberry e Michael Kors. Testino é considerado um dos fotógrafos mais bem-sucedidos e influentes da indústria da moda, com sua obra sendo amplamente exibida em galerias de arte em todo o mundo.

Testino também é um filantropo ativo e estabeleceu a Fundação MATE em Lima, que tem como objetivo promover a arte e a cultura peruana. Ele também fundou a “Todo Dia”, uma organização sem fins lucrativos que tem como objetivo melhorar a vida de jovens em todo o mundo, fornecendo educação, alimentação e cuidados médicos básicos. Testino é um fotógrafo talentoso e um filantropo dedicado, e sua contribuição para a arte e a cultura é incomparável.

Jerry Uelsmann

Jerry Uelsmann é um fotógrafo norte-americano conhecido por suas obras surrealistas e inovadoras. Nascido em 1934 em Detroit, Michigan, ele estudou fotografia na Universidade de Indiana e obteve seu mestrado na Universidade Estadual de Indiana. Seu trabalho é caracterizado pelo uso de múltiplas exposições e técnicas de manipulação de imagem para criar composições únicas e impactantes.

Ao longo de sua carreira, Uelsmann produziu uma série de imagens icônicas, que muitas vezes apresentam paisagens imaginárias ou figuras humanas em cenários surrealistas. Seus trabalhos são frequentemente exibidos em museus e galerias de todo o mundo, e ele é considerado um dos pioneiros da fotografia manipulada. Ele recebeu inúmeros prêmios e honrarias ao longo dos anos, incluindo a Medalha Nacional de Artes dos Estados Unidos em 2019.

Hoje em dia, Jerry Uelsmann é aposentado da Universidade da Flórida, onde lecionou fotografia por mais de 30 anos. Ele continua a produzir obras de arte fascinantes e inspiradoras, e é um ícone da fotografia contemporânea. Sua contribuição para o mundo da arte é inegável, e suas técnicas e visão criativa continuam a influenciar fotógrafos e artistas em todo o mundo.

Estes são apenas alguns dos muitos fotógrafos notáveis ​​que deixaram um impacto duradouro no mundo da fotografia. Seja capturando a beleza natural do mundo ou explorando questões complexas de identidade e sociedade, esses fotógrafos nos mostram que a fotografia pode ser uma forma poderosa de arte e comunicação.

Irvin Penn

Irvin Penn foi um renomado fotógrafo americano do século XX, conhecido por seu estilo minimalista e elegante. Ele nasceu em Nova York em 1917 e iniciou sua carreira na fotografia como assistente de Alexander Liberman na Vogue. Sua primeira fotografia de capa para a Vogue foi publicada em 1943 e ele continuou a trabalhar para a revista por mais de 60 anos.

O estilo de Penn era caracterizado por retratos minimalistas e elegantes de celebridades, artistas e líderes mundiais. Ele era conhecido por usar fundos neutros e simples, bem como a técnica do “canto” para criar imagens de grande impacto visual. Além de retratos, Penn também fotografava moda, naturezas-mortas e paisagens.

A obra de Penn é reconhecida mundialmente e seus trabalhos podem ser encontrados em coleções de museus como o Museu de Arte Moderna de Nova York e o Museu Nacional Centro de Arte Reina Sofia em Madri. Em 2009, uma grande retrospectiva de sua obra foi realizada no Metropolitan Museum of Art, em Nova York, que ajudou a cimentar seu lugar como um dos grandes fotógrafos do século XX.

Steve McCurry

Foto: Steve McCurry, um dos fotógrafos mais famosos de todos os tempos

Steve McCurry é um fotógrafo americano conhecido por suas imagens impactantes e emocionais que documentam a vida em diferentes partes do mundo. Ele nasceu em 1950 em Filadélfia e iniciou sua carreira como fotógrafo freelancer, trabalhando para várias revistas, incluindo National Geographic. Em 1984, McCurry se tornou mundialmente famoso com sua icônica fotografia “Afghan Girl”, que foi capa da National Geographic.

McCurry é conhecido por suas imagens que capturam a essência da vida em diferentes culturas, desde o Afeganistão até a Índia, Myanmar e outros países. Seu estilo é caracterizado por cores vibrantes e um olhar sensível para as pessoas e suas histórias. Ele é um mestre em retratar a beleza em meio à adversidade, e suas imagens são frequentemente comparadas a pinturas.

A obra de Steve McCurry é amplamente reconhecida e premiada. Ele recebeu inúmeros prêmios, incluindo o Prêmio Robert Capa Gold Medal, o Prêmio World Press Photo e o Prêmio Olivier Rebbot. Seus trabalhos podem ser encontrados em coleções de museus em todo o mundo, e ele é considerado um dos grandes fotógrafos do século XXI.

David LaChapelle

David LaChapelle é um fotógrafo comercial e artístico americano. Sua fotografia faz referência à história da arte e cenas religiosas. E seu trabalho costuma transmitir mensagens sociais. Seu estilo fotográfico é “meticulosamente criado em um estilo hiper-realista de alto brilho, cores vibrantes”. E é considerado “surrealismo pop kitsch”. Vendo seu estilo icônico, não é surpresa que um escritor o tenha chamado de “Fellini da fotografia”. LaChapelle trabalhou para várias publicações internacionais. Seu trabalho acabou em galerias comerciais e instituições em todo o mundo.

Anne Geddes

Foto: Anne Geddes, uma das fotógrafas mais famosas de todos os tempos

Anne Geddes

Anne Geddes é uma fotógrafa australiana. Mas ela atualmente mora e trabalha em Nova York. Aprendeu fotografia sozinha e profissionalizou-se aos 30 anos. Suas fotos de bebês recém-nascidos fizeram dela uma fotógrafa mundialmente famosa.

Ela publicou livros em 83 países e vendeu mais de 18 milhões de cópias. Em 1997, a Cedco Publishing vendeu mais de 1,8 milhão de calendários e agendas de seu trabalho. Seu livro de estreia, Down in the Garden, alcançou a lista dos mais vendidos do New York Times. Anne também criou um programa filantrópico. Ele aumenta a conscientização sobre a negligência e o abuso infantil.

Robert Doisneau

Foto: Robert Doisneau, um dos fotógrafos mais famosos de todos os tempos

Robert Doisneau foi um fotógrafo francês. Ele era um mestre da fotografia humanista. E ele foi influenciado por Atget , Kertész e Henri Cartier-Bresson. Na década de 1930, Doisneau conquistou as ruas de Paris. Ele era famoso por suas imagens modestas, divertidas e icônicas. Ao lado de Henri Cartier-Bresson, ele foi um pioneiro do fotojornalismo.

Suas fotografias fazem você olhar por um longo tempo por causa de sua atmosfera única. As palavras de Doisneau descrevem perfeitamente sua arte.”As maravilhas da vida cotidiana são tão emocionantes… nenhum diretor de cinema pode organizar o inesperado que você encontra na rua.”

André Kertész

André Kertész foi um fotógrafo húngaro conhecido por sua contribuição para a fotografia moderna e pelo seu estilo único e inovador. Ele nasceu em Budapeste em 1894 e começou a fotografar ainda jovem, trabalhando como fotojornalista e retratista em sua cidade natal. Em 1925, Kertész se mudou para Paris, onde desenvolveu sua abordagem experimental à fotografia.

O estilo de Kertész era marcado por uma abordagem poética e intimista da fotografia, explorando a luz, a sombra e a composição para criar imagens expressivas e emotivas. Ele foi um dos pioneiros da fotografia de rua, capturando a vida urbana de Paris e Nova York, onde se mudou em 1936. Kertész também se destacou em outras áreas, como fotografia de natureza-morta e retratos.

Dorothea Lange (1895-1965)

Dorothea Lange (1895-1965) foi uma renomada fotógrafa norte-americana conhecida por suas poderosas imagens documentais que capturaram a Grande Depressão e os impactos sociais da Segunda Guerra Mundial. Seu trabalho destacou-se por sua habilidade única em retratar a humanidade em meio às adversidades, revelando a força, a resiliência e as contradições da condição humana.

Lange nasceu em Hoboken, Nova Jersey, e desde jovem demonstrou interesse pela fotografia. Ela começou sua carreira como assistente no estúdio de fotografia de Arnold Genthe, mas sua abordagem foi transformada quando passou a documentar a vida nas ruas de São Francisco. Em 1935, ela recebeu uma comissão do Farm Security Administration (FSA) para fotografar as condições de vida dos trabalhadores migrantes durante a Grande Depressão.

Uma de suas obras mais icônicas é a fotografia "Mãe Migrante", tirada em 1936, que retrata Florence Owens Thompson e seus filhos em um campo de trabalhadores migrantes na Califórnia. A imagem captura a angústia, a dignidade e a luta da família durante tempos difíceis, tornando-se um símbolo duradouro da Grande Depressão.

Lange também documentou o impacto da Segunda Guerra Mundial nas comunidades japonesas-americanas, especialmente durante a internação forçada de americanos de ascendência japonesa. Suas fotografias dessa época refletem a injustiça e a tensão social, contribuindo para uma consciência coletiva sobre os direitos civis e a igualdade.

Além de seu trabalho documental, Lange também foi uma defensora fervorosa dos direitos civis. Ela usou suas habilidades fotográficas como uma forma de ativismo, buscando conscientizar o público sobre as questões sociais e econômicas de sua época.

Dorothea Lange deixou um legado duradouro na história da fotografia documental, sendo reconhecida não apenas por sua habilidade técnica, mas também por sua sensibilidade em capturar a humanidade em todas as suas formas. Sua obra continua a inspirar fotógrafos e artistas contemporâneos, destacando a importância da fotografia como meio de contar histórias e provocar reflexão sobre a sociedade e a condição humana.




14 Mar 2023

Fotógrafos Famosos

Comentar
Facebook
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Copiar URL

Tags

André Kertész Anne Geddes Annie Leibovitz Ansel Adams Bob Wolfenson Cindy Sherman David LaChapelle Dorothea Lange Edeson Souza Edward Weston fotografos Grupo Imagem Helmut Newton Henry Cartier Bresson Irvin Penn Jerry Uelsmann Jr Duran Luis Crispino Man Ray Mario Testino Oliviero Toscani Patrick Demarchelier Richard Avedon Robert Capa Robert Doisneau Sebastião Salgado sebatiao salgado Steve McCurry Terry Richardson

Quem viu também curtiu

13 de Fev de 2024

como-tirar-o-mtb

18 de Jan de 2024

Curso de Fotografia e Vídeo com Celular VIP

29 de Jul de 2022

Curso Videographer e Editor de Vídeo

Olá, em que podemos ajudar? Sinta-se a vontade em me chamar no Whats.
Logo do Whatsapp